domingo, 15 de outubro de 2017

A ESCALA DA PERFEIÇÃO


Walter Hilton 1

Não se surpreenda com o fato de que a consciência da graça é ocasionalmente retirada de quem ama a Deus, pois a Sagrada Escritura diz do esposo: “Busquei-o e não o achei; chamei-o, e ele não respondeu”. Isto é, quando recaio na minha fraqueza natural, a graça é retirada; se ela é retirada, a causa é a minha falha, não o fato de ele ter-se afastado de mim. Mas a ausência faz-me sentir a minha miséria. Procuro-o com grande desejo no coração, e ele não me dá resposta que eu possa reconhecer. Então grito com toda a alma: Volta outra vez, meu amado. No entanto, é como se ele não me ouvisse. A dolorosa consciência de mim mesmo, os ataques do amor sensato e do medo, e minha carência de força espiritual constituem de certo modo um clamor contínuo da minha alma a Deus. E, no entanto, ele se torna um estranho por um tempo e, por mais que eu grite, ele não aparece. A razão é que ele tem certeza sobre o seu amante; ele sabe que não voltará outra vez inteiramente ao amor do mundo porque não sente gosto nisso, e assim ele se mantém distante.

Mas no fim, a seu tempo e hora, ele volta, cheio de graça verdade, e visita a minha alma que está lânguida de desejo e suspira apaixonada pela sua presença.

Bem-aventurada é a alma que sempre se nutre da experiência do amor quando ele está presente, e é sustentada pelo desejo dele quando ele está ausente. Sábio e bem orientado é o amor a Deus que se mantém sóbrio e reverente na presença dele, que o contempla com amor sem nenhuma leviandade descuidada, e fica paciente e tranqüilo na sua ausência sem nenhum pernicioso desespero e dolorosa amargura.


Texto extraído do livro: “A Biblioteca de C. S. Lewis”; BELL, James S. & DAWSON, Anthony; Ed. Mundo Cristão. P. 152.
 ________________

1 WALTER HILTON: Um dos escritores preferidos de C. S. Lewis, Walter Hilton (1340-1396) foi um místico inglês, cônego regular agostiniano. Ordenando ao sacerdócio após ter se formado em teologia em Paris, pregou o caminho da introspecção, Lectio divina. Sua obra principal foi “A escala da perfeição”. Para aqueles que apreciam a mística medieval cristã (não esotérica), os escritos de Walter Hilton (como foi para Lewis) são fontes de grande deleite para uma a alma ansiosa por Deus. 


Curta nossa página fan page e tenha acesso a vídeos, artigos e reflexões de autores cristãos de todas as épocas: https://www.facebook.com/fabiosolafide/?fref=ts