domingo, 29 de maio de 2016

QUE MARCAS DE CRISTO EU CARREGO?



Sermão pregado na ICT – J no culto dos adolescentes em 28 de maio de 2016

TEXTO BASE: Gálatas 6. 15-18

INTRODUÇÃO:

a. A igreja da Galácia foi fundada por Paulo em sua primeira viagem missionária. Paulo ficou sabendo de que alguns “irmãos” se infiltaram o seio da igreja e estavam ensinando que além da salvação pela fé, os crentes deveriam guardar também os preceitos de Moisés; eles insistiram muito sobre na circuncisão. 

b. Esses opositores de Paulo se apegavam a “aparecia humana”. Eles cumpriam a lei não por amor, mas por medo. Não a obedeciam de coração, mas por obrigação.

c. Deus não quer obedeçamos a Ele por medo mas por amor. Quem obedece a Deus por medo ainda não o conhece como Ele realmente é. 

d. Diferente de seus opositores que tinham como marca apenas a circuncisão, Paulo traziam em seu próprio corpo as marcas de Cristo (conforme o texto que lemos). 

“... o verdadeiro judeu é aquele que é judeu por dentro, aquele que tem o coração circuncidado; e isso é uma coisa que o Espírito de Deus faz e que a lei escrita não pode fazer. E o louvor que essa pessoa recebe não vem de seres humanos, mas vem de Deus.” – Romanos 2.29 (NTLH)

e. O cristão, portanto, carrega algumas marcas que comprova que de fato Ele pertence a Cristo. Vejamos pelo menos três delas:

I. O CRISTÃO QUE CARREGA A MARCA DE CRISTO NÃO TEM VERGONHA DO EVANGELHO.

a. Paulo era “zoado” e “ridicularizado” pelos judeus. Ele era um judeu fervoroso. Quando ele chegava nos lugares era zombado por seus antigos amigos.

b. Porém Paulo nunca deixou de compartilhar com as pessoas quem ele era e no que Cristo o transformou.

c. Paulo não tinha vergonha do Evangelho, por isso sempre citava, independentemente do lugar, sua nova vida em Cristo:

“Vocês ouviram falar de como eu costumava agir quando praticava a religião dos judeus. Sabem como eu perseguia sem dó nem piedade a Igreja de Deus e fazia tudo para destruí-la. Quando praticava essa religião, eu estava mais adiantado do que a maioria dos meus patrícios da minha idade e seguia com mais zelo do que eles as tradições dos meus antepassados. Porém Deus, na sua graça, me escolheu antes mesmo de eu nascer e me chamou para servi-lo. E, quando ele resolveu 16revelar para mim o seu Filho a fim de que eu anunciasse aos não judeus a boa notícia a respeito dele...”. – Gálatas 1.13-16 (NTLH)

II. O CRISTÃO QUE CARREGA A MARCA DE CRISTO DESEJA AGRADAR A DEUS E NÃO A HOMENS

“Acaso busco eu agora a aprovação dos homens ou a de Deus? Ou estou tentando agradar a homens? Se eu ainda estivesse procurando agradar a homens, não seria servo de Cristo”. - Gálatas 1:10 (NVI)

a. “Deus não julga pela aparência.” – Gálatas 2.6 

b. O homem vê a aparecia, Deus, porém, o coração (Samuel na casa de Davi). 

c. O cristão de fato tem uma nova vida em Cristo (peça a Deus se você ainda não sente isso). 

d. Você não precisa agradar os seus amigos da escola, você deve agradar a Deus, ainda que isso te custe zombarias. 

"Bem-aventurados serão vocês quando, por minha causa os insultarem, perseguirem e levantarem todo tipo de calúnia contra vocês. Alegrem-se e regozijem-se, porque grande é a recompensa de vocês nos céus, pois da mesma forma perseguiram os profetas que viveram antes de você.” - Mateus 5:11,12 (NVI)

e. Três casos de homens que desagradaram a Deus para agradar a homens:

ü 1 Samuel 15.24: o rei Saul desobedeceu a Deus porque estava com medo da opinião pública e das críticas dos homens.
ü Juízes 16. 15-21: Sansão preferiu agradar Dalila e acabou muito mal.
ü 1 Reis 11. 1-16: Salomão, filho de Davi, casou-se com mil mulheres para agradar homens poderosos. Deus não se agradou disso.

III. O CRISTÃO QUE CARREGA A MARCA DE CRISTO ESTÁ CRUCIFICADO PARA O MUNDO

“As pessoas que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a natureza humana delas, junto com todas as paixões e desejos dessa natureza.” – Gálatas 5.24 (NTLH)

a. Nós estamos com o pé na terra, porém com o coração no céu.

b. Por isso não precisamos ficar se comparando com outras pessoas e nem ligar quando comparados.

“A pessoa que pensa que é importante, quando, de fato, não é, está enganando a si mesma.” – Gálatas 6.3 (NTLH)

c. Pessoas que não carregam a marca de Cristo são orgulhosas, provocadores e invejosas.

“Nós não devemos ser orgulhosos, nem provocar ninguém, nem ter inveja uns dos outros.” – Gálatas 5.24 (NTLH)

d. O mundo está morto para ela; o cristão que carrega a marca de Cristo não é atraído pelo mundo.

“Mas eu me orgulharei somente da cruz do nosso Senhor Jesus Cristo. Pois, por meio da cruz, o mundo está morto para mim, e eu estou morto para o mundo.” – Gálatas 6.14 (NTLH)

IV. OS GANHOS POR LEVAR AS MARCAS DE CRISTO

1. O cristão que carrega as marcas de Cristo tem paz com Deus, com os outros e consigo mesmo. 

2. O cristão que carrega as marcas de Cristo a misericórdia de Deus é sua companhia. 

3. O cristão que carrega as marcas de Cristo, ainda que sofrendo, desfruta da graça e da bondade de Deus.

REVISÃO

I. O cristão que carrega a marca de Cristo não tem vergonha do evangelho.

II. O cristão que carrega a marca de Cristo deseja agradar a Deus e não a homens.

III. O cristão que carrega a marca de Cristo está crucificado para o mundo.

REFLEXÃO

1. Você carrega as marcas de Cristo?

2. Quais destas marcas você ainda não carrega?

CONCLUSÃO

1. Não há idade mínima ou máxima para ser um seguidor de Jesus Cristo, pois João Batista foi cheio do Espírito Santo desde o ventre.

2. Se você não possui algumas dessas marcas; ou talvez nenhuma, peça a Deus; vamos orar por isso.

“E, para todos os que seguem essa regra na sua vida, que a paz e a misericórdia estejam com eles e com todo o povo de Deus!” – Gálatas 6.16 (NTLH)

Soli Deo Gloria!
Fabio Campos

Referências bibliográficas:

KELLER, Timothy. Gálatas, o valor inestimável do evangelho. São Paulo, SP; Vida Nova, 2015