terça-feira, 29 de março de 2016

O DEUS QUE SABE SAIR DO TÚMULO


Por Fabio Campos

Texto base: “E encontraram a pedra do sepulcro removida. Elas entraram, mas não acharam o corpo do Senhor Jesus.” – Lucas 24. 2-3 


É verdade que já “mataram” o cristianismo diversas vezes; porém, o Deus Cristão sabe como sair do túmulo. Nietzsche, por exemplo, disse que Deus estava morto. O mundo e a sua manutenção são provas que alguém Vivo está na providência disto tudo, como está escrito: “... sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder” (Hb 1.3). 

Mas cadê Nietzsche? Está morto! Deus, porém, está vivo. É bem verdade que mataram o Deus Filho, porém, o Filho de Deus saiu do túmulo e ressuscitou ao terceiro dia. 

Deus sempre prevaleceu com o homem. Nunca ninguém pôde impedir o Seu agir. As coisas que acontecem e que aparentam estar fora do nosso controle, no entanto estão no mais absoluto controle d’Aquele que está assentado no Trono. Tudo ocorre por Sua determinação ou por Sua permissão. Mas nada foge do alcance de suas vistas e da força das suas mãos.

Foi no auge da “força humana” - quando as autoridades pensaram que deram cabo no plano divino - que Deus, com a sua “fraqueza”, “despojou principados e poderes” e triunfou sobre eles, como disse Philip Yancey: “Foi um escândalo quando Jesus desmascarou a falsa deidade dos poderes e autoridades dos quais os homens e as mulheres se orgulhavam”. 1 E ainda diz a Escritura: “... a fraqueza de Deus é mais forte que os homens” (1 Co 1.25). 

Deus tornou absurda a lógica deste mundo. Agostinho expressou esse paradoxo da seguinte maneira: “O Criador do homem tornou-se homem para que ele, o governante das estrelas, pudesse mamar no peito de sua mãe; para que o pão pudesse ter fome, a Fonte, sede; para que a Luz dormisse, o Caminho ficasse cansado em sua caminhada; para que a verdade pudesse ser acusada de falso testemunho, o Mestre fosse açoitado com chicotes, o Fundamento fosse elevado sobre o lenho, a Força enfraquecesse, o Médico fosse ferido; para que a vida pudesse morrer”. 2

O mundo não contava com um Deus que sabia sair do túmulo!...

Tentaram matar o cristianismo. Os religiosos crucificaram o Senhor e perseguiram os apóstolos. O império romano derramou o sangue dos mártires até o Quarto Século. Muitos hereges se levantaram contra a Sã Doutrina. Tentaram calar a verdade ensinada pelos Apóstolos do Senhor. Colocaram em cheque a Natureza Divina e Humana do Filho de Deus. Trabalharam arduamente para amputar parte das Escrituras para fundamentar suas heresias. Mas, como sempre, a Verdade prevaleceu.

A inquisição (1184 d.C) perseguiu e matou muitos cristãos genuínos que não se deixaram contaminar pela doutrina romana. Os Valdenses, por exemplo, refugiaram-se nas montanhas da Itália e foram recompensados pela notícia de que a Reforma se irrompia na Europa no Século XVI.

Tentaram calar a voz dos Arautos do Senhor, daqueles que exaltavam a Escritura e que punham a Bíblia acima da tradição da igreja. Foi assim com John Wyclif. O mártire e pré-reformador, John Hus, selou a verdade com a sua vida. A igreja católica o queimou na “santa” fogueira em 1415.   

A “contra reforma” foi o movimento que injuriou o remanescente fiel que desejava nortear sua vida em torno das “Escrituras Somente”. O concilio de Trento em 1545 se armou para barrar o retorno ao Evangelho Genuíno. Prevaricaram, mas não puderam resistir o agir de Deus. Chegou a Reforma! Somente as Escrituras; Somente a Fé; Somente Cristo; Somente a graça; Somente a Deus a Glória. Mais uma vez Deus prevaleceu.

O iluminismo, por sua vez, tentou tirar Deus do centro da história. O Senhor, porém, desceu e os confundiu novamente, como está escrito: “Destruirei a sabedoria dos sábios e anularei a inteligência dos inteligentes” (1 Co 1.19). O liberalismo teológico foi o engodo que estes “sábios” caíram. Tentaram “conhecer a mente” do Senhor e quiserem Lhe dar conselhos. O que restou? Fracasso! Foram enquadrados pela doutrina dos homens em detrimento da doutrina de Deus. Sucumbiram à ensino de demônios. 

E o comunismo!? Tentou colocar Deus no túmulo de várias formas.. A revolução Russa com o comunismo de Lênin acreditava na violência como principal arma do marxismo para destruir todas as instituições tradicionais de valores judaico-cristãos. 

Em 1929, o comunismo Russo colocou limites rígidos negando influências sobre a sociedade. Milhares de clérigos foram aprisionados ou liquidados durante a coletivização da agricultura e dos expurgos de Stalin (474 e 475,4). 3  O terror estalinista varreu luteranos, batistas e demais igrejas evangélicas.4

O islamismo, entretanto, tem sido a principal ameaça da atualidade; não ao Cristo, mas aos cristãos. Estão matando “em nome de Deus”. Porém, infelizmente, tal coisa não é novidade ao cristianismo. Milhares morreram por causa da palavra de Deus e do testemunho que deram. Tertuliano acertou, quando disse: “O sangue dos mártires é a semente da igreja”. Mas o Soberano um dia vingará este sangue inocente. 

O mundo não conheceu o Deus que sabe sair do túmulo.

Enquanto o Senhor Jesus estava nessa terra, anunciando o Reino, Satanás estava sendo destronado do coração de um povo que vivia nas trevas. O príncipe deste mundo foi expulso (Lc 12.31). Tudo só está cooperando para o propósito pelo qual Deus Decretou. 

Não há império poderoso que possa deter o avanço do Reino de Deus. Não há ideologia sábia suficiente que possa fazer calar a teologia dos filhos de Deus. Á Eles foi dado o mistério do Reino. Não há cadeia; quando todos pensaram, dentro de uma sala fechada, que Jesus estava morto, lá Ele aparecia Fisicamente sem ninguém ter aberto a porta, dizendo algo que o mundo ainda não entendeu: “A Paz esteja com vocês”. Não há parede que detenha a mensagem do Evangelho. Aleluia. 

Cristo prevalecerá; Cristo para os judeus e Senhor para os romanos. Ele é Senhor dos senhores e Rei dos reis. A verdade é sustentável porque está fundamentada no Eterno, e não no efêmero. Mataram Jesus! É verdade! Porém, sua morte nos trouxe vida. O mundo não contava que “Deus saberia sair do túmulo”. 

Ele Vive!


Soli Deo Gloria!

Fabio Campos

Curta nossa página no facebook e tenha acesso a vídeos, artigos e reflexões de autores cristãos de todas as épocas: https://www.facebook.com/fabiosolafide/?fref=ts
_____________________
Notas e citações:

1 YANCEY, Philip. O Deus Invisível, p.136.
2 Ibid, p. 130.
3 SHELLEY, Bruce L. História do Cristianismo ao Alcance de Todos, p. 474.
4 Ibid, p. 475.