sábado, 3 de maio de 2014

O MUNDO ESTÁ NO MALIGNO!


Por Fabio Campos

Texto base: “... o mundo inteiro jaz no maligno”. – 1 Jo 5.19b


A impressão que tenho é que o mundo está cada vez mais perverso. O homicídio de Caim está sendo superado a cada dia pelo homem moderno. Basta assistir o noticiário e medir “na balança” o que é notícia boa e o que é notícia ruim. O governo está cada vez mais corrupto e o povo cada vez mais amante da corrupção; “de mal a pior, enganando e sendo enganados”. Saímos de casa assustados demandando proteção divina contra o homem mau. Desde a queda do homem os dias foram ruins, entretanto, hoje está pior e vai piorar ainda mais. 

O Apóstolo João não sugere e nem pergunta, mas afirma: “o mundo está no maligno”! Este talvez seja o maior pressuposto para podermos arrazoar a atual situação e entender um pouco do que se passa nas trevas. Quando o texto expressa “o mundo está no maligno”, tem por sentido de “posto”; “situado”; “ditando” [morto]; “em depósito”. A “Bíblia de estudo palavras chaves” da CPAD (p. 2272) diz que esta expressão “jaz no maligno” trata “ da maneira de falar dos judeus: [a respeito] do mundo atual, a ordem atual das coisas, em oposição ao Reino de Cristo; e, consequentemente, sempre com a ideia de transitoriedade, falta de importância, e mal, tanto físico como moral, a sede de preocupações, tentações, desejos irregulares”.

O homem tem suas responsabilidades, contudo, a maior delas é “não dar lugar ao Diabo” (Ef 4.27). A Escritura nos exorta a “não ignorarmos seus ardis” (2 Co 2 10-11). Temos um adversário!, o qual a Bíblia o ilustra na figura de um leão de fome insaciável. Anda muito mais próximo do que imaginamos, buscando por sua comida (1 Pe 5.8). Precisamos estar “sóbrio”, vigiando e orando em todo tempo, conscientes de que a carne é fraca e que em uma pequena brecha o “carnívoro” poderá nos devorar. Assim como o leão gosta de carne, assim também é o Diabo o qual gosta de “pecadores rebeldes a Palavra de Deus”.

Muitas igrejas estão renunciando sua cruz - entrando pelo “caminho largo” acerca dos métodos certos na luta contra este adversário. Um deles é a “batalha espiritual” esotérica. É muito mais fácil eu participar de um congresso seguido de uma sessão de regressão ou cura interior do que cuidar do meu coração, negando a si mesmo todos os dias. É mais fácil eu atacar o diabo por meio de “atos proféticos”, “unções sacerdotais”, “decretos deterministas”, do quê se sujeitar a Deus e a Sua Palavra, onde diz que é do coração que saem os homicídios, os adultérios, as feitiçarias e todo tipo de pecado.

O problema não é o diabo, mas o coração que ainda não foi renovado, como está escrito: “O nascido de Deus guarda a si mesmo e o maligno não o toca” (1 Jo .5. 18). O diabo tem muito poder, e de fato, não podemos contra ele. Todavia, o nosso Deus é infinitamente mais poderoso e entre ambos não há guerra. O único modo de se fazer batalha espiritual é sujeitando-se a Deus (Tg 4.7). Os utensílios ditos pela Palavra para utilizarmos nesta batalha passa em longe dos quais estão sendo apresentados por aí afora. A armadura do cristão é constituída pelo “poder de Deus” [não o nosso], a “Verdade da Escritura”, a “justiça de Cristo”, a “proclamação do Evangelho da paz”, a “fé”, a “certeza da salvação” e o “manuseio da Palavra de Deus” (Ef 6.10-20). Não vai, além disso!

Os dias são maus e a expectativa de futuro não é boa. Os servos de Deus precisam pedir discernimento sabendo que em tudo Deus é Senhor. Como disse Lutero: “O Diabo é o Diabo de Deus”. Certas coisas que nos aflige hoje não nos serão reveladas (Dt 29.29). Tudo está muito bem guardado “dentro do decreto secreto de Deus”. E como bem disse Calvino: “a avidez por este conhecimento é uma espécie de loucura”.

O que sabemos então é que este mundo tem um príncipe e que ele é terrivelmente maligno (Jo 12.31). As pessoas perguntam onde está Deus nas calamidades. Ele está no trono! Todavia, Jesus Cristo disse que “Satanás nada tem em comum com Ele” (Jo 14.30). Ele [Satanás] já foi julgado e lhe resta pouco tempo (Jo 16.11).  Ele [Diabo] é o “deus” deste século! Olhe ao redor e comprove esta verdade (2 Co 4.4).

Caro leitor, você já reparou no senso de justiça que todo ser humano tem, até os mais inescrupulosos? Joga um estuprador dentro da cadeia [não sendo restrita] para ver o que acontece. Quando nos deparamos com crimes hediondos como aconteceu com o menino Bernardo nossa ira se acende. O que mais me chama a atenção é a reação das pessoas quando dizemos acerca do inferno e de onde passarão a eternidade aqueles que não se arrependerem e não colocarem sua confiança em Cristo. Desejam pena de morte a estes assassinos, contudo, o colocam no céu após a sua morte.

Justamente foi com este propósito que o inferno foi criado. Lá será uma “comunidade” liderada pelo Diabo e seus anjos. Morarão também os pedófilos, os assassinos, os adúlteros, os corruptos, os lideres religiosos que manipularam as pessoas através do seu dom, os idólatras e feiticeiros. Toda essa maldade que já é corriqueira será julgada no lugar que “haverá muito choro e ranger de dentes”.

O mundo jaz no maligno e em parte é governado [dentro dos limites estabelecidos por Deus] pelo Diabo.  Precisamos aguardar! Billy Graham certa vez disse: “Se Deus não julgar esta geração, ‘ele vai ter que pedir’ desculpas para Sodoma e Gomorra”. Toda essa podridão no momento oportuno será trazida a luz, como está escrito: “os pecados de alguns homens são manifestos, precedendo o juízo; e em alguns manifestam-se depois” (1 Tm 5.24). Todos serão julgados!

Que Deus guarde o nosso coração e nos faça perceber pelo Espírito que nossa pátria não é deste mundo. Uma já está reservada a nós - nesta não haverá morte e nem dor - lá estaremos para sempre ao lado do Nosso Bondoso Senhor Jesus.

Maranata!, vem Senhor Jesus.

Soli Deo Gloria!

Fabio Campos