segunda-feira, 31 de março de 2014

LEMBRE-SE DO SEU CRIADOR ANTES QUE CHEGUE AQUELE DIA!


Por Fabio Campos

Texto base: Eclesiastes 12.1-7

INTRODUÇÃO.

Na semana passada tive uma experiência que trouxe muita luz acerca do texto que acabamos de ler. Fui levar minha avó de 72 anos no AMA – posto Sé – para realizar alguns exames. Nos corredores, pessoas de todos os tipos [a região central favorece isso]. Mas o que me chamou a atenção foram as pessoas idosas. Mal conseguiam andar e no fim da vida, assim como acontecerá conosco, estavam gastando seus dias e horas em um tratamento.
O livro de Eclesiastes [homem da assembleia] foi escrito por Salomão, Filho de Davi. Sua idade já era avançada. Podemos ilustrar seu escrito comparando a uma conversa de café da tarde entre um “velhinho muito sábio” junto de um “jovem” [não necessariamente uma criança ou um adolescente].

Neste café [representando o livro de Eclesiastes] está sendo passadas informações acerca das “autorrealizações”, “conhecimento”, “morte”, “acumulo de riquezas”, “tempo”, “injustiças”, “trabalhos”, “desejos”, “crise”, “moderação”, “desigualdade”, “sabedoria” e nosso “eterno retorno”. De fato, um excelente livro a todos os homens em tempos de crises.

Partiremos então para as palavras daquele que já está muito a frente de nós:

1. LEMBRA-SE DO TEU CRIADOR ANTES QUE CHEGUEM OS MAUS DIAS

A. A Bíblia ordena que amemos nosso Deus não somente com todo o nosso coração e de toda nossa alma – mas também com “TODA nossa força” (Dt 6.5). Quando falamos de “força”, nossa mente nos leva a figura de alguém forte, com saúde-, estados estes inerente aos jovens.

B. Mas Salomão não trata somente dos jovens e adolescentes. Ele engloba todos aqueles que ainda não disseram, por CAUSA DO SEU FÍSICO e não pelas circunstâncias da vida: “Não tenho mais prazer na vida” (v.1).

C. O verso trata neste contexto [“dias maus”] sendo doenças decorrentes da fragilidade humana. Neste aspecto entra também o fato emocional que afeta o psicológico.

Vejamos o porquê precisamos lembrar-nos do nosso criador:

V. 2 – “Lembre dele antes que chegue o tempo em que você ACHARÁ que a LUZ DO SOL, da LUA, e das ESTRELAS perdeu o seu brilho e que as nuvens de chuva nunca vão embora” (NTLH).

Aplicação: Você não conhece “velhinhos” que reclamam de tudo? Portanto, lembre-se do teu Criador antes que chegue este dia.

V.3“Então os seus braços, que sempre o defenderam, começarão a tremer, e as suas pernas, que agora são fortes, ficarão fracas. Os seus dentes cairão, e sobrarão tão poucos, que você não conseguirá mastigar a sua comida. A sua vista ficará tão fraca, que você não poderá mais ver as coisas claramente” (NTLH).

Aplicação: Sua força não será mais a mesma - seus braços e pernas passarão a tremer sozinhos – há um sério risco que você precise de uma dentadura para poder, pelo menos, mastigar o alimento – e além do mais, sua vista também será afetada. Portanto, lembre-se do teu Criador antes que chegue este dia.

V.4 – “Você ficará surdo e não poderá ouvir o barulho da rua. Você quase não conseguirá ouvir o moinho moendo ou a música tocando. E levantará cedo, quando os passarinhos começaram a cantar” (NTLH).

Aplicação: Sua audição será afetada e mesmo escutando pouco, não vai gostar de barulho algum – o jovem dorme a até tarde, o idoso não consegue passar das 08hs [há exceção]. Portanto, lembre-se do teu Criador antes que chegue este dia.

V.5 – “Então você terá medo de lugares altos, até caminhar será perigoso. Os seus cabelos ficarão brancos, e você perderá o gosto pelas coisas” (NTLH).
Aplicação: Por isso que idosos têm medo de sair de casa – com seus cabelos brancos não terão mais prazer naquilo que tinham com seus cabelos negros ou loiros. Portanto, lembre-se do teu Criador antes que chegue este dia.

2. COMO ENTÃO SERVIR A DEUS?

A. ALEGRIA: “Servir ao Senhor com alegria”. (Sl 100.2).

Pergunte a qualquer filho legitimo de Deus-, caso o Senhor o dissesse: “Todos os seus pecados serão perdoados antes que você morra. Não se preocupe com a salvação. Viva do seu modo satisfazendo os seus desejos e mesmo assim terás a vida eterna”. Pergunte se ele aceitaria tal proposta: ‘Certamente, não’!”, pois o Reino de Deus é paz e alegria”. Nenhum homem vai encontrar mais alegria “nas tendas da perversidade” do que nos “átrios do Senhor” (Sl 84.10).

Como bem disse Paulo em sua confissão:

“Mais do que isso, considero tudo como perda, comparado com a suprema grandeza do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor, por cuja causa perdi todas as coisas. Eu as considero como esterco para poder ganhar a Cristo e ser encontrado nele”. – Fp 3.8-9a NVI

B. RETIDÃO: “O que anda na retidão teme ao Senhor, mas o que se desvia de seus caminhos o despreza”. (Pr 14.2 NVI).

As Escrituras dizem que “nem todo aquele que o chama de Senhor”, de fato, lhe pertence (Mt 7.15-23). Ele conhece os que são seus, portanto, afaste da iniquidade todo aquele que professa o nome do Senhor (2 Tm 2.19).

O caráter está acima do carisma – os frutos estão acima dos dons. Só vamos ter a verdadeira paz se andarmos em retidão: Disto disse Agostinho de Hipona:

'Os nossos pecados são as nossas tristezas, deixemos então que a santidade seja a nossa alegria'.

Veja o que diz o salmista: “... a retidão e a paz se beijam” (Sl 85.10).

C. VOLUNTARIEDADE: “Servir a Deus com voluntariedade”.

“Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao Senhor, escolhei hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor”. Js 24.15 AFC

3. TANTO JOVENS COMO IDOSOS PODEM SERVIR A DEUS COM ESTES ASPECTOS

A. Diante do que foi exposto, logicamente, nossos idosos terão sua importância no corpo de Cristo. Disto disse o profeta Joel: “... vossos velhos sonharão” (Jl 2.28).

B. Que promessa maravilhosa a nós e encorajadora aquelas que já cumpriram boa parte do seu ministério. Lembro-me agora de quando pude escutar o Dr. Shedd em um culto de jovens: “Busquem a vontade de Deus para a vida de vocês; quanto a mim, aguardo apenas o chamado do meu Senhor para com Ele morar por todo sempre”.

C. Quanta certeza e temor vieram-me naquela noite. Um homem com mais de oitenta anos “SONHANDO” com um avivamento que, talvez, não irá vê-lo. É possível servir a Deus em qualquer idade com “alegria – com retidão – e com voluntariedade.” ·.

d. Não importa sua idade-, enquanto houver vida, você poderá servir a Deus, pois está escrito: “Todo ser que respira louve ao Senhor” (Sl 150.6). 

REFLEXÃO:

1. Naquele dia irmãos, que estive no hospital com a minha Avó, percebi que na brevidade da vida, em certa idade, os anos são de “canseira e enfado” (Sl 90.10) - mas pior que isso é passar a vida longe de Deus na amargura e na solidão. Daí vem o desespero quando se tá “velho”.

2. O velhinho que nos disse para “lembrarmos-nos do nosso criador quando ainda estivermos jovens”, finaliza o café da tarde com os seguintes conselhos:
“Nós estaremos caminhando para o nosso último descanso; e, quando isso acontecer, haverá gente chorando por nossa causa nas ruas. A vida vai se acabar como uma lamparina de ouro cai e quebra, quando a sua corrente de prata se arrebenta, ou como um pote de barro se despedaça quando a corda do poço se parte. Então o nosso corpo voltará para o pó da terra, de onde veio, e o nosso espírito voltará para Deus, que o deu”. (Ec 12.5-7 NTLH).

CONCLUSÃO:

1. Nossos pecados não nos impedem de servir a Deus, pois ele conhece nossa estrutura, e quando não há hipocrisia, Ele nos purifica de toda imundícia para servi-lo com uma boa consciência.

2. Paulo não alcançou a perfeição, entretanto, nunca deixou de seguir para o alvo. Com firmeza e certeza, no fim de sua vida, Paulo nunca duvidou de quem ele servira, pois tinha certeza que sua fé seria guardada até aquele dia e assim pôde dizer sem nenhuma crise existencial:

“Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé. Agora me está reservada a coroa da justiça, que o Senhor, justo Juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amam a sua vinda”. 2 Tm 4. 7-8 (NVI).

3. Com qualquer idade e em qualquer situação, Deus nos guardará. Essa é sua promessa: “Eu nunca os deixarei e jamais os abandonarei”. (Hb 13.4 NTLH).

Nada poderá impedir você de servir a Deus. Nosso Senhor Jesus Cristo já consumou tudo para que agora vivamos pela fé, por Ele que nos amou e a si se entregou por nós.

Que Deus te abençoe e alegre seu coração, para que você, o sirva, com todas as suas forças, ainda que sejam poucas.

Soli Deo Gloria!
Fabio Campos
______________________________________________

Sermão pregado na ICTO dia 31/03/2014