quarta-feira, 3 de julho de 2013

O SEU ESTILO FORA DO TEMPLO MOSTRARÁ SE VOCÊ VAI VIVER NO SANTUÁRIO!



Por Fabio Campos

Texto base: “Quem, Senhor, habitará, no teu tabernáculo? Quem há de morar no teu santo monte?” (Sl 15.1 ARA).

Duas perguntas foram direcionadas ao Senhor pelo salmista? Quem habitará no tabernáculo e no santo monte de Deus? Essa abordagem reflete o temor do salmista pela santidade do Senhor. Jesus nos disse que nem em Corazin, nem em Jerusalém, são os lugares devidos para a adoração - mas o Pai procura por adoradores que O adoram em Espírito e em verdade. Sua vida fora do templo [passageiro] denunciará se você vai habitar no templo [eterno] de Deus. Não é a igreja instituição! Refiro-me a Jerusalém celestial aguardada pelos salvos. O salmo 15 nos traz algumas características daqueles que vão habitar no tabernáculo – daqueles que adoram o Pai em Espirito e em verdade.

A integridade pratica a justiça! Pessoas que são retas naquilo que agrada a Deus não se vendem para ganhar coisas ou pessoas. Falam a verdade, e de coração, não pensam duas vezes para dispensar as propostas de suborno. Não há como servir a dois senhores! A vida é feita de escolhas e todos os dias dois caminhos nos serão apresentados – o correto e o incorreto! Certamente, qualquer escolha que você fizer, de fato, terá que desagradar o “senhor” do outro. A quem temos procurado agradar em nossos negócios? Importa obedecer a Deus do que aos homens (At 5.29)!

O que difama com sua língua e faz mal ao próximo não entrará no “Descanso de Deus”. Com a língua podemos “abençoar” ou “amaldiçoar” [não estou falando da confissão positiva]! Como a boca fala do que está cheio o coração, da mesma árvore não pode brotar dois frutos diferentes. Que seja o “sim” ou “não” para não sermos vomitado da boca daquele que é a Verdade, o Caminho, e a Vida. Não há possibilidade de alguém ser cheio do Espírito e lançar injúria contra o seu vizinho. Muitas famílias foram destruídas por causa de conversas tolas e descabidas! A mulher tola destrói seu lar com sua língua, podemos assim parafrasear. É necessário um cuidado com quem falamos e do que falamos. Daremos conta de toda palavra frívola que proferirmos.

Os olhos são ávidos por novidades. As pessoas estão olhando ao seu redor o tempo todo em busca de informações! E por ser mais rápido do que a mente, os olhos, podem nos colocar em situações desagradáveis. Os olhos são espelho da alma, e assim como o alimento é um tipo de nutrição para o corpo, assim também a visão é uma nutrição para a alma. Não podemos colocar nossos olhos em coisas más. Precisamos olhar as situações com os olhos de Deus. Não há como contemplar uma maldade no comodismo fatalístico. É necessário odiar o mal e amar o bem.

Precisamos honrar aqueles que temem a Deus. Recentemente fui até uma mecânica para consertar o farol do meu carro. O rapaz que me atendeu era evangélico, de uma denominação até controvertida em alguns de seus ensinos. Entretanto, aquele moço foi de uma integridade tamanha! Não cobrou nada, pois apenas um fio estava solto, e em questões de poucos minutos a situação estava resolvida. Fiquei admirado com tamanha honestidade e amor pelo qual o moço tem por Deus. Um cristão vai perder muitos negócios nesta terra por falar e agir com a verdade. É necessário que ajuntemos tesouros nos céus e não na terra. Ele abre mão do negócio para não obter lucros injustos. Mesmo que perca dinheiro, assim procederá, pois o seu senhor não é mamon, mas o Deus que fez os céus e a terra. 

Pessoas tementes a Deus em sua grande maioria são as mais simples. Muito me impressiona a generosidade destes irmãos. Eles emprestam não visando o lucro ou beneficio próprio. Jamais aceitam algo que não seja do seu direito. São prósperos não por ter abundância de recursos, mas sim porque tem aquilo que precisam. Podem todas as coisas naquele que os fortalecem!

Quem tem esse estilo nunca terá falta daquilo que é necessário. Seus desejos estarão alinhados com suas necessidades, e a providencia de Deus o acompanhará para o resto de sua vida. Sabendo das dificuldades fronte a economia mundial e não sendo pragmático, pessoas enroladas vivem enroladas. Parece que as coisas não acontecem para alguns. Refiro-me aqueles que gostam de enganar os outros. Negociam dentro do “jeitinho brasileiro”! Talvez os ricos injustos aparentam não ter falta de nada. Mas a paz que excede todo o entendimento no tempo de crise não poderá ser concedida na refeição servida de domingo. O pouco com paz é mais valioso do que o muito em contendas. É necessário nos analisarmos para assim caminharmos, pois está escrito: “Quem deste modo procede não será abalado” (Sl 15.5 ARA).

Você habitará no monte do Senhor? Pense nisso:


“Aquele que anda corretamente e fala o que é reto, que recusa o lucro injusto, cuja mão não aceita suborno, que tapa os ouvidos para as tramas de assassinatos e fecha os olhos para não contemplar o mal, é esse o homem que habitará nas alturas; seu refúgio será a fortaleza das rochas; terá suprimento de pão, e água não lhe faltará”. (Is. 33-15-16 NVI)


Soli Deo Gloria!

Fabio Campos