sexta-feira, 28 de junho de 2013

OS ESCÂNDALOS SÃO INEVITÁVEIS! MAS AI DOS SAFADOS!


Por Fabio Campos

Texto base: “... ai daquele homem por quem o escândalo vem”. (Mt 18:7).

Quanta “maracutaia” se tem feito em nome de Deus! Que vergonha! Desvios financeiros, imoralidades sexuais, manipulações por meio de líderes inescrupulosos no ensino de heresias, são os “fins” daquele “pequeno” começo. Apenas um recado: “Esse povo não nos representa”! Isso mesmo! A igreja nascida e remida por Nosso Senhor Jesus Cristo não tem comunhão com estes que expõe o nome do nosso Deus à ignomínia.

Olha a promessa: “É inevitável que tais coisas aconteçam, mas ai daquele por meio de quem elas acontecem” (Mt 18:7). Repare que tudo está no pleno controle de Deus conforme os seus propósitos. O firme fundamento permanece inabalável - Ele [Deus] conhece os que lhe pertence, e aquele que profere o nome do Senhor, aparte-se do pecado. Deus criou até o ímpio para o dia mau! Os vasos de desonra têm suas finalidades – tornar conhecidos os sinceros, aqueles que o temem e o amam de todo o seu coração (1 Co 11.19).

Muita coisa está acontecendo! O caminho da Verdade tem sido blasfemado por conta desses malditos. Sofremos as consequências, sim! Mas Deus, que é Senhor, sobre os Céus e sobre a terra, faz com que tudo coopere para o nosso bem. Como bem disse John Bunyan: “A igreja sob o fogo da perseguição é como Ester na Câmara dos perfumes, preparando-se para a presença do rei”. Deus nunca foi “pego de surpresa”, pois é Soberano. Ele mesmo disse, “nem todo o que me diz Senhor, que prega, que cura, que expulsa demônios, entrará no Reino dos Céus”.

Amados, vamos denunciar as obras das trevas – a começar por nossa atitude deliberada na rejeição daqueles que estão na mídia sendo perseguidos não pelo o que é justo, mas pelo o que é mau. Me corta o coração ver um ímpio postando qualquer artigo envolvendo a igreja sob “escândalos”. Ninguém é perfeito, e todos por meio do seu “ponto fraco” têm suas falhas. Mas banalizar o que é Santo em atitudes pecaminosas por ter a mente cauterizada, atenuando a gravidade do pecado, já não é ter mais “sabedoria”, por ser ela [temor] o principio de uma vida justa e piedosa.

Às vezes vejo alguns irmãos dizendo – “tá vendo, só porque sou crente, já me condenam”. Que bom, pois se o sal não salgar, para mais nada serve. Queremos ser comparados e analisados na mesma fôrma daqueles que não professam a fé em nosso Senhor Jesus? Não faz sentido! A incumbência de ser sal e luz foi demandada a nós. Os escândalos denunciam que ser denominado socialmente como “crente” não significa muita coisa no céu - pois até o Diabo crê e treme. Dizer ser de Cristo sem nascer de novo, de fato, não é ser gerado de Deus, mas é estar ainda na servidão da carne. Como Ele não fica sem testemunha e faz de pedras filhos de Abraão, frases como essa são ditas: “Eu não rejeito seu Cristo! Eu amo seu Cristo! Apenas creio que muitos de vocês cristãos são bem diferentes do vosso Cristo”. (Gandhi). Lamentável!

Que Deus nos ajude! Assim como Ele preservou para si sete mil que não se dobraram a Baal no tempo de Elias, que assim Ele faça, pela sua misericórdia, conosco. A Trindade nunca será abalada e o Céu está em perfeita paz - como bem disse Agostinho: “Porque, nem por vontade, nem por necessidade, nem por nenhum acontecimento imprevisto, pode a corrupção causar danos a nosso Deus, porque Ele é Deus, e não pode querer senão o que é bom, e Ele próprio é o sumo bem, e estar sujeito à corrupção não é nenhum bem”.

Deus está nos céus e nós estamos na terra, e ai daquele pelo quais vierem os escândalos - seria melhor que fosse lançado no mar com uma grande pedra amarrada no pescoço. Quem disse isso foi Jesus, o cabeça da Igreja.

Deus está no controle e “os perversos e impostores irão de mal a pior, enganando e sendo enganados” (2 Tm 3.13). Que Deus nos dê graça!

Soli Deo Gloria!

Fabio Campos