sábado, 6 de abril de 2013

O MUNDO “ENDOIDOU O CABEÇÃO”!



Por Fabio Campos

Texto base: Evite a ira e rejeite a fúria; não se irrite: isso só leva ao mal”. (Sl 37:8 NVI)

O mundo “pirou o cabeção”! Ninguém tem mais paciência com nada. O seu é prioridade e o resto que se exploda. O trânsito é a pólvora e o atraso o fogo para a consumação de uma explosão. Síndrome do pânico, depressão, ulcera, AVC, infartos, estão inflacionando a demanda pelas consultas médicas. Resultado: Filas e mais filas nos corredores dos prontos-socorros, e mais tudo isto que falei: reclamações, impaciência, palavras torpes e aborrecimentos. O trecho da música “A vida é um desafio” resume bem isso:


“No mundo moderno, as pessoas não se falam
Ao contrário, se calam, se pisam, se traem, se matam
Embaralho as cartas da inveja e da traição
Copa, ouro e uma espada na mão
O que é bom é pra si e o que sobra é do outro”


A Bíblia permite a ira sem o pecado; mas o conselho é para evita-la. Vão ter momentos onde o próprio Deus nos dará este “sentimento”, principalmente quando o que é digno, justo e louvável, for saqueado. - Mas cá pra nós - muitas das nossas iras são frutos de um coração caído egocêntrico que sempre dá primazia naquilo que o convém. Nós somos assim! – Misericórdia.

A Bíblia diz que “o ódio provoca a dissenção”. A porfia vem da vaidade, do ego ferido. A sede de ser melhor do que o outro gera a inveja e consuma com a morte do próximo para conseguir o seu espaço: O rancor é cruel e a fúria é destrutiva, mas quem consegue suportar a inveja” (Pr 27.4 NVI)? A ira do homem não opera a justiça de Deus, por não se submeter à Lei do Senhor. Antes produz facções, ciúmes e contendas. Essas cousas são frutos de pessoas que não sabe quem são - toda guerra é gerada no fator “medo”! “Medo do perigo que o outro representa e pode fazer contra mim; logo preciso blindar minha reputação”. Deus fez o homem não para viver, mas para “COMviver”. O mundo quer “competição”; a Lei de Deus diz “cooperação”. Como o homem não se submete a Lei de Deus por ser escravo do pecado, sem a obra do Espírito Santo, guerras e mais guerras são vistas em todo o mundo em todas as áreas.

O homem que vive irado, que faz de seu próprio braço sua força, que tem a armadura da astúcia ganhando sempre no “grito”, não passa de um tolo: “Quem é irritadiço faz tolices, e o homem cheio de astúcias é odiado” (Pr 14.14 NVI). “O tolo dá vazão à sua ira, mas o sábio domina-se”. Agora, a pessoa sábia, demonstra no seu proceder esta verdade: “A sabedoria do homem lhe dá paciência; sua glória é ignorar as ofensas” (Pr 19.11 NVI). Relevar as injurias nem sempre é sinal de fraqueza, mas na maioria das vezes, é “força de personalidade” mui admirável.

Creio que é hora de examinar a si mesmo e se acalmar. Não vale a pena se estressar para a conquista do que é efêmero. “Isso só leva ao mal”. Precisamos de um estilo de vida mais pacífico para o viver tranquilo! Está faltando qualidade de vida! Tenha esta verdade no seu coração: “nunca ganharemos em tudo”. Portanto, relaxe e ore!


SOLI DEO GLORIA!

Fabio Campos