terça-feira, 23 de abril de 2013

CONFIANÇA NO DIA MAU!



Por Fabio Campos


Muito me preocupa o tipo de mensagem transmitida por alguns pregadores! Eles preparam o povo somente para a vitória, mas esquecem do dia mau, o qual chega a todos sem exceção. O resultado disso: acumulo de cristãos iludidos, decepcionados com Deus, que não querem saber mais de igreja.

Os dias são maus! Os países bélicos estão como “estopa encharcada no álcool” esperando apenas uma faísca para incendiar uma guerra. O mercado brasileiro está inflacionado! O índice de desemprego crescendo devido às fusões; os executivos querem faturar mais com uma mão-de-obra mais barata. Quando entendemos o atual cenário racionalmente, o frio na barriga nos avisa que as coisas não estão bem. A guerra religiosa tem matado inocentes; os falsos profetas estão ganhando espaço na mídia e prestigio da multidão. Estamos cercados!

Diante do Macro, as variáveis, no conjunto, nos dão razões suficientes para temermos. Como lidar com tudo isso? A Palavra de Deus nos diz “o que teme ao Senhor e tem prazer nos seus mandamentos por meditar Neles de dia e de noite”, não serão abalados: “Não temerá más notícias; seu coração está firme, confiante no SENHOR. O seu coração está seguro e nada temerá” (Sl 112.7-8 NVI). Não estamos blindados das aflições, mas temos ânimo, porque Ele venceu o mundo. O coração do justo é guardado, e mediante orações e suplicas, através de ações de graças, suas ansiedades, são lançadas sobre Aquele que tem cuidado de nós de dia e de noite. Ele [Deus] sustenta aos que o amam enquanto dormem, pois se o Senhor não edificar a casa, em vão é o esforço dos trabalhadores e as travas na porta para a segurança.

O inimigo [Diabo] de nossa alma tenta nos prender por meio das coisas deste mundo ímpio. Já não é o que você precisa, mas o que você deseja e tem que ser! O fardo se torna pesado! Ele quer te dar tudo, mas penhorar sua alma. Jesus nos faz um alerta pouco lembrado pelos moradores de São Paulo: “Tenham cuidado, para não sobrecarregar o coração de vocês de libertinagem, bebedeira e ansiedades da vida, e aquele dia venha sobre vocês inesperadamente” (Lc 21.34 NVI). A ansiedade faz parte da natureza humana (V. 35), mas o justo discerne todas as situações e não se aflige em seu coração por vigiar e ter por alvo o mundo do por vir (V. 36).

Em tempos de crises a confiança e o deleite em Deus são armas indispensáveis para as vitórias e para manter-se em pé diante das intempéries. O simples e humilde financeiramente, nestes tempos, dá e empresta (Sl 112.5,9). Ainda que milhões se levante contra ele, o justo permanecerá firmado na Rocha, pois Deus é a sua força e refúgio (Sl 3.6).

O mundo com a sua soberba, cobiça e concupiscência,  passa! A inflação e a corrupção aumentam! Mas aquele que faz a vontade de Deus permanecerá para sempre. Confie em Deus, entregue o seu caminho a Ele, seja forte e corajoso em confiança, e o mais, Ele fará!


“Ainda que um exército se acampe contra mim, o meu coração não temerá; ainda que a guerra se levante contra mim, conservarei a minha confiança (Sl 27.3 ARC)” “... Espera tu pelo Senhor; anima-te, e fortalece o teu coração; espera, pois, pelo Senhor” (V.14).



SOLI DEO GLORIA!

Fabio Campos