quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

REPERCUSSÃO DO POST PUBLICADO SOBRE DÍZIMOS



Por Fabio Campos

          No fim de semana passado escrevi um artigo sobre “dízimos" (link disponível no final deste artigo)! Não para menos, este foi o tema que teve maior repercussão desde que me conheço por “blogueiro”. As manifestações foram diversas! Foram conhecidos os ‘teólogos’, ‘hebraístas’, ‘historiadores’, ‘exegetas’, entre outros, para defender uma posição contrária à doação dos dez por cento. A galera se revelou! Tudo para amenizar suas consciências diante da avareza de seus corações. Quando o veneno é jogado em um canto da casa, em pouco tempo, o amontoado dos insetos é visível. Foi esta ilustração que veio ao meu coração diante dos comentários e e-mails recebidos. Surpreendente para aqueles que se dizem gratos a Deus e que entregaram sua alma a Cristo; ah... faltou entregar a carteira!...

          Quem leu meu texto de “forma imparcial” percebeu que não fomentei a entrega do dízimo dentro do sacerdócio Levítico, mas no de Melquisedeque; não como regra, mas pela fé, a quem tem por obras um coração generoso que dá com alegria conforme a sua prosperidade. Não vou me alongar em defender minha tese. Meu lamento é saber que há um ‘deus’ que ainda reina no coração de muitos irmãos. Mamon é o nome dele! Criticamos os teólogos da prosperidade por conta disso, mas temos ainda um ‘senhor’ que domina nossas finanças. Aos avarentos pergunto: vocês criticam os teólogos da prosperidade por conta dos abusos e dos desvios doutrinários, ou por que são constrangidos diante do televisor e cultos, quando o assunto abordado é dinheiro?

          Falamos de salvação sendo o mais importante! E de fato é! Mas o que percebi é que muitos irmãos desejam ouvir este tema entre outros para não serem constrangidos quando se trata de arrecadações. Nosso coração tem estado nas riquezas deste mundo! Queremos mais! Consideramos nossos ganhos e aquisições sendo vitórias conquistadas pela força de nosso braço. Onde estiver o seu coração, ali também estará o seu tesouro! Não basta dar sua oferta, é necessário um coração antes de tudo, pacifico e perdoador, convertido a Deus! Somente a reconciliação com Deus e com o seu irmão, faz de sua oferta um cheiro agradável diante do Trono.

          A maioria que criticou o artigo alegou que o dízimo é somente para o velho testamento! De fato esta é uma verdade! Entretanto, é válido lembrar que a oferta dada aos apóstolos no início da igreja não se restringia somente nos dez por cento, mas vendiam todos, suas propriedades e outras coisas mais, e dividiam o dinheiro para suprir as necessidades de cada um (At 2.45). Creio que na cultura capitalista a qual vivemos, mais a cobiça desenfreada que temos no presente momento, de fato, a desordem reinaria no viver deste estilo. Mas fica a reflexão aos irmãos que usam textos e manuseios teológicos com base no novo testamento para mascarar sua mesquinhes na contribuição. Lembro-me de Judas, tão avarento que, quando a mulher derramou o perfume caríssimo na cabeça de Jesus, sendo este um valor muito mais elevado do que as “trinta moedas”, com a sua desculpa oriunda de sua avareza disse: “era melhor ter dado aos pobres”. Quanta “nobreza” da parte daquele que era melhor não ter nascido! Daquele que traiu a Jesus por um punhado de grana. Os pobres estão entre nós e precisamos ajuda-los. Por isso que toda igreja séria têm um departamento chamado “Assistência Social”, que ajuda os necessitados. Jesus conhece nosso coração. Ele sabe das nossas desculpas quando revestidas de piedade, as quais têm por de trás um amor idólatra pelo dinheiro!

          Amados, estamos um uma aliança mui superior. Faça uma aliança com Deus também na área financeira. Seja um instrumento de multiplicação no uso do recurso deste mundo ímpio para ganhar o maior numero de irmãos. Este é o ensinamento! Honre seu pastor, seu ministério. Não estou falando dos malandros monetaristas do rádio e da televisão. Estou falando de gente séria! Pessoas que abriram mão de sua vida profissional para servir na seara de Deus.

          Experimente a Soberania de Deus nesta área de sua vida por meio do dízimo ou se quiser chamar de oferta, não tem problema. Invista no seu chamado! Ajude o irmão em dificuldade! Honre seus pais em suas necessidades. Talvez ainda você não tenha condições de fazer todas essas coisas por alguma dificuldade que esteja passando, mas se o seu coração te condenar, maior é Deus que sabe de todas as coisas (1 Jo 3.20). Mas se este for o desejo do seu coração, de cinco, Deus multiplica para cinco mil. No tempo oportuno Ele irá te honrar, pois Ele mesmo disse: “Conservem-se livres do amor ao dinheiro e contentem-se com o que vocês têm, porque Deus mesmo disse: “Nunca o deixarei, nunca o abandonarei”  Podemos, pois, dizer com confiança: “O Senhor é o meu ajudador, não temerei. O que me podem fazer os homens (Hb 13.5-6 NVI)?”

           Quem ama o dinheiro nunca ficará satisfeito! Quem age com bondade faz bem a si mesmo (Pr 10.17). Quem é generoso progride na vida; quem ajuda será ajudado (Pr 11.25). Algumas pessoas gastam com generosidade e ficam cada vez mais ricas; outras são tão econômicas que acabam ficando cada vez mais pobres (Pr 11.24). Seja abençoado! Abençoe, e tenha Deus por “fiador”, pois quem empresta aos pobres, empresta a Deus (Pr 19.17).


SOLI DEO GLORIA!

Fabio Campos