segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

AS OVELHAS TÊM UM DONO! E ESTE NÃO É VOCÊ!



Por Fabio Campos

Texto base: “Suscitarei para elas, um só pastor, e ele as apascentará” (Ez 34.23ª NV)

          Lamentavelmente às vezes me deparo com alguns irmãos, sejam líderes ou pastores, dizendo: “As minhas ovelhas”. O que dá a entender é que as ovelhas são para eles uma forma de ostentar o seu desempenho diante da cúpula eclesiástica como mercadorias que se ajunta com o tempo. Gosto muito do termo que o pastor Ariovaldo Ramos: “somos ‘co-pastores’”. O Ari ainda diz: “Seu sangue não paga nem o seu pecado, porque então você diz que as ovelhas são suas”?

          Infelizmente foi criado um termo manipulativo chamado “cobertura espiritual” para controlar aqueles que se achegam a “líderes centralizadores”. Eles amedrontam as pessoas ameaçando “retaliação do Diabo” caso saiam debaixo de sua “cobertura”. Como líder, peço aos meus liderados, tenho uma responsabilidade diante de Deus pela sua vida de vocês, mas “ungido” é apenas um, e antes de estar debaixo da minha “cobertura”, devemos ter ciência que, antes que te conhecesse, Deus-Pai já tinha encaminhado você ao Deus-Filho por meio do Deus-Espírito Santo, e todo aquele que o Pai manda, de forma alguma será rejeitado pelo Filho Jesus! Todos estão debaixo de uma única cobertura, igual, não diferenciada (1 Jo 2.27)! Willian Hendriksen nos alerta quando diz: “Esses obreiros devem trabalhar em ‘sua’ seara – isto é, de Deus. As pessoas a quem tentamos conquistar para o Senhor não nos pertencem, para que façamos com elas o que bem quisermos; elas são seara dele. É preciso que esse fato esteja sempre na mente”.

          Entretanto, o cargo de pastor é uma benção de Deus para o cuidado dos seus filhos. Graças a Deus pelo meu pastor e líder que me ensinou e me ajudou nos primeiros passos da caminhada. Todos precisam de um pastor! Não temos a dimensão do tamanho do estresse que está sobre as costas daqueles que lideram o povo de Deus. Precisamos obedecer nossos pastores a luz de At 5.29, pois eles prestarão contas a Deus do seu trabalho. Temos que ser motivo de alegria e não de pesar aos nossos líderes (Hb 13.17). E não é só o pastor que dará conta, mas a ovelha também será cobrada da forma de como cuidou de seus líderes e pastores: “Agora lhes pedimos, irmãos, que tenham consideração para com os que se esforçam no trabalho entre vocês, que os lideram no Senhor e os aconselham. Tenham-nos na mais alta estima, com amor, por causa do trabalho deles” (1 Ts 5.12-13 NVI). Se você for ingrato, Deus vai te cobrar!

          Então porque não devemos tratar as ovelhas como sendo de nossa propriedade? Porque antes de sermos pastores, também somos ovelhas: Pois vocês eram como ovelhas desgarradas, mas agora se converteram ao Pastor e Bispo de suas almas” (1 Pe 2.25). Acerca desse versículo Lutero fez a seguinte oração: “Meu Senhor Jesus Cristo é o único pastor e eu, infelizmente, sou a ovelha perdida que se afastou do rebanho; estou angustiado, com medo e gostaria de ser salvo, ter um Deus gracioso e paz de consciência. Mas agora, aqui [1 Pe 2.25], me é dito que ele sente por mim o mesmo que eu sinto por ele. Eu estou angustiado e preocupado em como posso vir a ele e receber ajuda. Ele, por sua vez, está angustiado e preocupado e não deseja outra coisa senão levar-me de volta para junto de si”

          Jesus Cristo é o Bispo e Pastor de nossa Alma! A profecia de Jr 3.15 se cumpriu e multiplicou por meio Dele, pois os pastores por Ele constituídos são segundo o seu coração e apascentam o rebanho com conhecimento e inteligência. Pastores de verdade passam segurança às ovelhas a ele confiadas (Jr 23.4). Não são dominadores e nem fazem de suas lãs seu negócio, mas é um exemplo a elas em tudo (1 Pe 5.2-3).

          Quando formos tentados a pensar que as ovelhas são nossas, que o Espírito nos lembre de que, Jesus é o bom Pastor! Geralmente o pastor de uma grande igreja, naturalmente, não conhecerá todas suas ovelhas intimamente! Mas Jesus as conhece! E tem mais, quando uma, apenas uma, se desgarra, Ele deixa as noventa e nove (multidão), para socorrer aquele que se extraviou! Seu pensamento não está no “status quantitativo”; ‘ah, só mais uma dentre as cinco mil que tenho em minha denominação’...! Jesus está interessando na vida! Ele é a vida em abundância! A Ele, uma vida vale mais do que o mundo inteiro! Ele deu a vida por elas! Ele não é o assalariado mercenário que foge diante dos lobos! Mas cuida muito bem do seu rebanho! Ele conhece cada uma delas no mais íntimo do seu âmago! E elas os conhecem! Meu amor ao Senhor Jesus Cristo por isso!

        Portanto amados, minha oração é que diante do rebanho de Deus, lembremos que todos somos ovelhas. Aquele que der um copo d’ água fria a alguma de suas ovelhinhas, a mais fraca, de forma alguma perderá sua recompensa. Deus pela sua graça levantou homens segundo seu coração para nos ajudar na caminhada. Ser um pastor segundo o coração de Deus, de fato é parecer-se com Cristo. Esse pastor cuidará do rebanho com zelo, amor e dedicação. Ele não oprime, mas traz paz a elas, pois guiam rumo a passos verdejantes, sabendo que o Supremo Pastor, uma hora, irá se manifestar (1 Pe 5.4).

SOLI DEO GLORIA!

Fabio Campos