sábado, 19 de janeiro de 2013

UM ENCORAJAMENTO AOS FILHOS DE DEUS FRONTE AOS “PASTORES” NABABESCOS


Por Fabio Campos

Texto base: "O Senhor conhece quem lhe pertence" e "afaste-se da iniquidade todo aquele que confessa o nome do Senhor" (2 Tm 2:19 NVI)

          Fronte a reportagem da revista Veja, a respeito do profissionalismo remunerado de “pastores evangélicos”, e a matéria publicada pela Revista Forbes, intitulada como “os pastores mais ricos do Brasil”, muitos irmãos se desanimaram na fé. De fato, os sinceros sentiram uma tristeza. Minha preocupação é com aqueles que tinham estes “senhores” como seus heróis. A mim não foi surpresa alguma tal fato! Um pouco de conhecimento Bíblico e amor por Jesus e pela personalidade de seus apóstolos, são suficientes para detectar que as pregações desses “nababescos” não passam de auto-ajuda egocêntrica, no qual não tem nada haver com o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo, o qual se fez pobre por nós.

          O apóstolo Paulo nos diz que “o pastor não pode ser apegado com dinheiro” (1 Tm. 3: 1-3), pois é impossível alguém que se dizer pastor, ao presenciar uma família que não tem onde morar, e com a sua fortuna de “milhões”, dormir em paz! Podem aparentar que estão bem, mas Deus não os dá sossego na consciência. O pregador do Evangelho precisa ter uma “consciência pura” (2 Tm. 3:9). Você acha que esses tem a consciência pura? A Bíblia diz “os que querem ficar ricos caem em muitas concupiscências nocivas, e quem ama o dinheiro, nunca ‘ficará satisfeito’”. Por isso que, mesmo com suas contas bancárias atoladas de dinheiro, usufruem de um “sensacionalismo emotivo” para arrecadar ainda mais. Querem de qualquer forma satisfazer seu coração avarento.

          Jesus nos alertou dizendo que haveria escândalos. O Evangelho não é brincadeira e a espada não vem debalde!  Deus julgará seu povo e horrenda cousa é cair nas mãos do Deus Vivo! Essas reportagens e as outras que virão, nada mais é que, um instrumento de Deus para se cumprir o que está escrito: Não há nada escondido que não venha a ser descoberto, ou oculto que não venha a ser conhecido. O que vocês disseram nas trevas será ouvido à luz do dia, e o que vocês sussurraram aos ouvidos dentro de casa, será proclamado dos telhados”. (Lc 12:2-3 NVI). Hora menos hora, Deus lançaria e lançará Luz nas trevas: “Os pecados de alguns são evidentes, mesmo antes de serem submetidos a julgamento; enquanto que os pecados de outros se manifestam posteriormente”. (1 Tm 5:24 NVI)

          A Bíblia é perfeita e não contem erros! Ela é o único livro de âmbito religioso onde profecias ditas a milhares de anos estão se cumprindo nos dias de hoje. Pedro nos alertou a respeito dos megalomaníacos mercantilista da fé: E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição” (2 Pd 2:1 ACF). A igreja “desses” sempre está cheia, e por causa dos tais, as piadinhas contra os cristãos verdadeiros são muitas. Devido os seus ensinos o Evangelho é blasfemado pelos incrédulos. Isto também é uma profecia Bíblica: “Muitos seguirão os caminhos vergonhosos desses homens e, por causa deles, será difamado o caminho da verdade”. (2 Pd 2:2 NVI). Tem mais! A fé hoje para eles é “o seu negócio”! Só falam em dinheiro, sementes, ofertas, e etc. Mas é cumprimento das Escrituras: “Movidos pela ganância, e com palavras fingidas, eles farão de vós negócio (2 Pd 2:3 ARIB).

          Um alerta para aqueles que gostam desse tipo de pregador e pregação: ela não é bíblica! Não fomente o ego desses charlatões, pois está Escrito: “Conservem-se livres do amor ao dinheiro e contentem-se com o que vocês têm, porque Deus mesmo disse: "Nunca o deixarei, nunca o abandonarei” (Hb 13:5 NVI). Milagres, exorcismos, boa retórica e persuasão, não são sinais da aprovação de Deus. Muitas vão para o inferno com todas essas qualidades! (Mt. 7: 15-23)

          Meu conselho aos irmãos é o mesmo dado pelo o apóstolo Paulo ao seu filho na fé Timóteo: “Você, porém, homem de Deus, fuja de tudo isso e busque a justiça, a piedade, a fé, o amor, a perseverança e a mansidão. Combata o bom combate da fé. Tome posse da vida eterna, para a qual você foi chamado e fez a boa confissão na presença de muitas testemunhas”. (1 Tm 6:11-12 NVI). Permaneça firme na fé! Lembra-se de que o Senhor Jesus conhece aqueles que lhe pertence, pois essas cousas são necessárias para que os aprovados sejam manifestos (1 Co. 11: 19). Não desanime, Deus te usará para o Louvor da Sua Glória! Deixa esses homens de lado! Fuja dos seus ensinos!

          Deixo um texto para sua reflexão diante do que foi publicado nesta semana. Texto esse que esses “pastores” nunca pregarão com uma exegese honesta:


“Mas os que querem tornar-se ricos caem em tentação e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, as quais submergem os homens na ruína e na perdição. Porque o amor ao dinheiro é raiz de todos os males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores”. (1 Timóteo 6:9-10 NVI).


         Pastorado não é profissão, mas chamado! Sou a favor que o pastor de tempo integral tenha uma boa remuneração (honrada) e todo auxilio para o bem-estar de sua família. Isto é bíblico! Mas cortar a lã das ovelhas e se alimentar de sua gordura, isto é safadeza, que merece repúdio por parte de quem se confessa cristão.

Pense nisso!


SOLI DEO GLORIA!

Fabio Campos