terça-feira, 30 de outubro de 2012

REFORMA PROTESTANTE! PARA ALGUNS UMA HISTÓRIA DO PASSADO!


Por Fabio Campos

          “E o justo viverá pela fé”. Foi por meio deste versículo que houve o maior avivamento da igreja depois da era dos Apóstolos! Cento e dois anos depois de João Huss expirar na fo­gueira, o "cisne" afixou, na porta da Igreja em Wittenberg, as suas noventa e cinco teses contra as indulgências, ato que gerou a Grande Reforma. João Huss enganara-se em apenas dois anos, na sua predição. Martinho Lutero, o Pai da Reforma Protestante, consumou o trabalho de outros reformadores por meio do estudo da carta aos Romanos. 


Para saber mais detalhes deste evento:

              Em 31 de outubro de 1517, Lutero, ousadamente, tirou a Bíblia da mão do papa, o qual era o único que tinha “autoridade” para interpretar as Escrituras e colocou nas mãos do povo; pois todos que estão em Cristo são sacerdotes do Deus vivo! Que vitória! O povo estava sendo destruído por falta de conhecimento. Deus em sua misericórdia, assim como noutros tempos, preservou o remanescente amante de sua palavra, para que por meio destes, o povo não ficasse a mercê dos ensinos humanos e seus jugos impossíveis de serem carregados.

            O maior lamento é saber que nossas igrejas (não todas) não falam sobre este assunto. Não sabem sobre sua origem! Têm memória curta! Enquanto alguns leem a Bíblia para tirar oferta e pregar suas convicções, os reformadores morreram para preservar a integridade das Escrituras em verdade. Muitos criticam as igrejas históricas, mas devemos reconhecer que por meio destes irmãos, nossa origem não foi apagada na história. No que dependesse de “alguns” pentecostais (lembrando que sou pentecostal por experiência), e principalmente do movimento neopentecostal, hoje não teríamos a Bíblia como única regra de fé e prática. Mas em cada igreja local, haveria “profetas” e “apóstolos” fundamentando seus ensinos sem respaldo escriturístico, desviando o povo da verdade! Quão bendita foi, e é, a Reforma!

           João Calvino em Genebra, Lutero em Wittenberg, John Knox na Escócia, entre outros, tinham a Palavra como escudo e verdade contra o Diabo. Estes influenciaram suas cidades e transformaram o mundo por meio da Reforma! Quem cursou Administração certamente leu o livro de Max Weber “A ética protestante e o espírito do capitalismo”. Este movimento transformou todas as áreas, inclusive a economia mundial. Enquanto o lema da Igreja Católica Romana era “Dormir Descansado”, tendo o homem piedoso por viver inserido apenas no contexto religioso integralmente, os reformadores por meio das Escrituras, pregavam: “Quem não quer trabalhar, também não coma”. ”. O protestantismo tem como lema que a profissão secular dentro da ética é dom de Deus, para que por meio de uma sinergia entre os homens, haja ordem, atendendo as demandas humanas para a Glória de Deus. Quão benéfica foi a Reforma! Louvado seja Deus!

         Que nesta data, 31 de outubro de 2012, depois de 495 anos, possamos parar por um momento, e orar em ações de graças a Deus, por ter Ele preservado sua Doutrina por meio destes heróis, os quais deram suas vidas, para que hoje, aos domingos, possamos ler nossas Bíblias, onde quer que estejamos! Glórias a Deus! Que Deus em sua Soberania preserve os cinco pilares da Reforma! As igrejas que ainda não têm estes pilares como referência, possam rever seus conceitos e voltar às Escrituras.

Somente as Escrituras. (Jo 14.21;17.17)

Somente a Graça. (Ef 2.8-9)

Somente a Fé. (Rm 1.17)

Somente Cristo. (At 17.28)

Glória somente a Deus (Jd 24-25)

“Fiz uma aliança com Deus: que Ele não me mande visões, nem sonhos, nem mesmo anjos. Estou satisfeito com o dom das Escrituras Sagradas, que me dão instrução abundante de tudo o que preciso conhecer tanto para esta vida, quanto para a que há de vir” (Martinho Lutero).

SOLI DEO GLORIA!
Fabio Campos