sexta-feira, 31 de agosto de 2012

O ZELO EXIGIDO POR DEUS PELA DEFESA DA FÉ


Por Fabio Campos

Texto base: Então alguns que tinham descido da Judéia ensinavam aos irmãos: Se não vos circuncidardes, segundo o rito de Moisés, não podeis ser salvos. Tendo Paulo e Barnabé contenda e não pequena discussão com eles, os irmãos resolveram que Paulo e Barnabé e mais alguns dentre eles subissem a Jerusalém, aos apóstolos e aos anciãos, por causa desta questão”.
                                       
          A coisa que mais chateia um cristão, pelo menos deveria ser assim, é a afronta e o ensino distorcido do ensino bíblico! Isto não é à-toa! Pois o Espírito que convence o homem do pecado traz esta indignação em nossa alma! É como fosse um “grito” do próprio Deus!

         Hoje muitos não têm essa percepção! Tudo é o amor! Em hebreus diz que Deus corrige a quem ama, e açoita somente os filhos! O Senhor levanta seus profetas! Aqueles que têm chamado para a área da apologética tem a função de preservar a igreja no fundamento dos apóstolos e profetas, o qual Cristo é a pedra principal.

         O texto de atos 15 trata de fariseus que se converteram a fé cristã, mas continuavam na prática mosaica para “ganharem” a salvação em seus próprios méritos. Paulo e Barnabé sabendo do ensino, impelidos pelo o Espírito, discutiram feio com estes irmãos. “O pau quebrou!”

         Não sejamos remissos neste assunto! Tem muita gente que não sabe fazer apologética, isto é verdade! Estes querem a glória para si, e só trazem prejuízos para o Reino.  Mas existem homens sérios, de relacionamento com Deus, que têm este chamado! Quem se levanta contra estes irmãos, se levanta contra o próprio Deus, e isto não é “jargão” de pastor “neopentecostal” (não estou generalizando), pois esses têm a palavra de Deus em suas mãos. Eles não defendem o que acham, mas pelejam pela verdade revelada nas Escrituras! E se Deus é por eles, quem será contra eles? O homem que defende o ensino bíblico, sempre terá o respaldo de Deus contra qualquer ensino humano que não se enquadra nas Escrituras!

       Toda visão que sai do contexto bíblico, traz julgo e é uma afronta contra Deus (V. 10). Por isso que as seitas são pesadas em suas doutrinas! Tem um rigor ascético, mas com uma falsa humildade! Tudo que sair do ensino bíblico é digno de ser julgado! Tem coisas que podem ser iluminadas pelo o Espírito Santo, e aí sim com o respaldo escriturístico, terá êxito. Agora, impor sua visão como doutrina bíblica, está errado, e deve ser severamente rejeitado por aqueles que amam a Deus e a sua Palavra. Deus louva os que dão a vida em defesa da fé:

“Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua perseverança; sei que não podes suportar os maus, e que puseste à prova os que se dizem apóstolos e não o são, e os achaste mentirosos; e tens perseverança e por amor do meu nome sofreste, e não desfaleceste”. (Ap. 2: 2-3)

         Desvios doutrinários nascem do coração corrompido do homem, e por mais piedosos que parecem, com sucessos dentro do pragmatismo contemporâneo, no fim, trazem apenas perturbações a igreja de Cristo (V. 24). O verdadeiro amor consiste em preservar a doutrina bíblica e a vida devota dos irmãos (V. 26-27).

        Amados, não vamos cair no engodo de satanás relativizando a Palavra de Deus. Ninguém toma um copo d’agua sabendo quem nele contem um pingo de veneno! Usos e costumes se dão devido à filosofia e visão de cada igreja dentro de uma cultura geográfica! Entretanto, a doutrina bíblica é una! Existem vários jeitos de levar a Palavra, mas a Palavra é uma!

          O Evangelho bem pregado, puro, simples, traz consequências maravilhosas! Os irmãos que primeiro foram tentados a seguir ensinos nocivos dentro do contexto cristão, no texto de nossa reflexão, ao ouvirem o ensino correto dos apóstolos, foram consolados (v. 31), fortalecidos (32), e voltaram em paz para seu destino (V. 33). Por quê? Porque o Evangelho é precioso de mais para ser falsificado! O verdadeiro nos traz confronto, quebrantamento, arrependimento, salvação, justificação, santificação, consolação, fortalecimento, e a paz que excede todo o entendimento! O falso traz apenas julgo, e dos pesados, pois o leve e suave pertence a Cristo.

         Esta causa também está em suas mãos! Mesmo que você não tenha o chamado especifico para a apologética, encoraje os irmãos que foram chamados para este propósito. Estes foram demandados por Deus para preservar o original e denunciar o falso!

Reflita nisso!

“O cão late quando seu dono é atacado. Eu seria um covarde se visse a verdade divina ser atacada e continuasse em silêncio, sem nada dizer!”. (João Calvino)

Deus abençoe!

Fabio Campos

SOLI DEO GLORIA!