quinta-feira, 23 de agosto de 2012

7 DIFERENÇAS ENTRE LÍDERES DOMINADORES E LÍDERES NO SENHOR


1)    Líderes dominadores: Agem como se fossem a fonte de orientação para a vida das pessoas, querem ter a primeira e a última palavra.

Líderes no Senhor: Creem que Deus é a fonte de orientação, e desejam ajudar seus liderados e irmãos da igreja aprenderem a ouvir sua voz (Deus).

2)    Líderes dominadores: Enfatizam os direitos dos líderes.

Líderes no Senhor: Enfatizam as responsabilidades dos líderes.

3)    Líderes dominadores: Insistem que, como líderes, devem ser tratados de forma especial com privilégios especiais.

Líderes no Senhor: Servem, buscam formas de elevar e encorajar outras pessoas a crescer em seu caráter e ministério.

4)    Líderes dominadores: Procuram controlar as ações das pessoas, criam ambientes e estruturas lidercêntricas, que criam dependência neles.

Líderes no Senhor: Encorajam as pessoas a depende de Deus e amadurecer para poder abraçar a interdependência. Optam pela descentralização, que encoraja a participação ativa de todos.

5)    Líderes dominadores: Enfatizam a importância de os líderes ministrarem a outros.

Líderes no Senhor: Enfatizam a importância de equipar os santos para a obra ministerial.

6)    Líderes dominadores: Usam regras e leis, a fim de controlar as pessoas e força-las a se conformarem com o molde.

Líderes no Senhor: Proveem um clima de confiança e graça, a fim de estimular o crescimento espiritual.

7)    Líderes dominadores: Tratam do pecado no nível das ações externas e da conformidade grupal. Tendem a responder com punição.

Líderes no Senhor: Tratam do pecado no nível da atitude do coração, segundo o quebrantamento diante de Deus. Procuram a restauração e a reconciliação.


Trecho extraído do livro: “O Líder que Brilha”; KORNFIELD, David; Ed. Vida; P. 111-112