sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

O NASCIMENTO QUE VEM DE DEUS


                                   
Por Fabio Campos

Texto base: Jo 3:1-8 (O conversa de Jesus com Nicodemos).

          Todos os seres humanos para entrar no Reino dos céus, o qual é apresentado por Jesus Cristo precisam nascer de novo. A Bíblia é bem clara quando diz: “Todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus”, e que “não há um justo se quer, ninguém que faça o bem”.

          Primeiro, antes de explicar o que é o novo nascimento vamos entender o estilo de vida de alguém que ainda não o experimentou. Uma vida antes deste novo nascimento, é a vivência longe dos padrões estabelecidos por Deus por meio da Escritura - é viver sem lei, errante pelo mundo.

         No texto base vemos que Nicodemos mesmo sendo religioso, mestre em Israel, referência para os fariseus, ainda não pertencia ao Reino de Deus. Jesus disse a ele que faltava este novo nascimento.

         Todos nós nascemos de uma mulher, e desde pequeno somos pecadores (Sl 51:5). Esse nascimento natural a Bíblia diz que é o nascimento da carne. Se permanecermos neste nascimento não desfrutaremos do Reino dos Céus. Jesus disse que há um nascimento que temos que entender: da água e do Espírito. Este não é exterior - mas algo trabalhado no coração do homem, no mais profundo do âmago. É como o vento-, sentimos, mas não vemos.

        Para que haja esse nascimento o orgulho tem que ser quebrado - a tradição religiosa de sua família ser destronada de seu coração. Jesus disse: “Quem amar mais sua família do que a mim, não é digno de mim”. No contexto, Jesus refere-se à tradição religiosa. Nicodemos foi visitar Jesus à noite por temer ser visto pelos religiosos. O vinho novo tem que ser colocado em odres novos, se o vinho for colocado em odres velho o couro rebentará e se perderá os dois. 

       No novo nascimento há a crucificação dos desejos pecaminosos que rodeiam nosso coração. Aqueles que são de Cristo crucificaram suas paixões e concupiscências. Quando Jesus diz que quem quiser segui-lo precisa tomar sua cruz-, o contexto aqui não são os problemas, a sogra, nada disso - a cruz é o negar a si mesmo todos os dias. Ser seguidor de Jesus é andar pelo caminho estreito desviando-se do caminho largo que levam muitos à perdição.

       Se em algum momento na sua vida não houve uma conscientização de que era necessária uma mudança, e essa não foi seguida por um arrependimento tendo o perdão de Deus, você não nasceu de novo e não está apto ao Reino proclamado por Jesus. Não sou eu quem falo, mas Jesus que está dizendo no evangelho de João capítulo 3.

       Experimentar o novo nascimento é muito mais do que uma religião, é um estilo de vida, agora dirigida pelo Senhor e Deus, Jesus Cristo. É vivenciar a paz de Cristo que o mundo não pode receber, é gozar dos frutos do Espírito: amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Frutos estes produzidos por meio do sêmen divino o qual é o Espírito de Deus.

     Que a celebração do natal não seja apenas mais uma comemoração banal conforme vemos na televisão, mas sim o nascimento do Senhor Jesus, o qual enviado pelo Pai, e que por meio do seu nascimento trouxe a luz e salvação ao mundo. E para o próximo ano o desejo de Deus é que desfrute dessa palavra: “Aquele que está em Cristo é nova criatura, as coisas velhas já passaram e tudo se fez novo (2 Co 5:17).

       Deus por meio de Cristo quer te fazer uma nova pessoa, alguém nascida de Deus. E não importa o que já fez, se houver arrependimento, também há perdão, porque o preço pelo seu pecado já foi pago na cruz do calvário. E quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus, é Deus quem os justifica. Se Deus é por nós, quem será contra nós.

        Louvado seja nosso Deus, o Senhor e Salvador, Jesus Cristo, aquele que era, é, e há de vir!

Deus abençõe!
Fabio Campos
Soli Deo Gloria!