sábado, 12 de novembro de 2011

A SEDUÇÃO DO PECADO


Por Fabio Campos

-“Cada um, porém, é tentado pela própria cobiça, sendo por esta arrastado e seduzido. Então a cobiça, tendo engravidado, dá à luz o pecado; e o pecado, após ter-se consumado, gera a morte ” . Tg 1:115 (NVI)

          A maior desgraça que já aconteceu na humanidade não foi o tsunami, nem a Segunda Guerra Mundial, nem a bomba de Hiroshima. A maior desgraça na existência da humanidade foi à introdução do pecado no coração do homem, na queda no éden.
         A carne jamais será atraída pelas coisas de Deus, antes sua vontade é de fazer tudo o que desagrada ao Senhor.
         Jesus disse que: “Por se multiplicar a iniqüidade o amor de muitos se esfriaria”. Nós contemplamos constantemente o pecado, ele está em todo lugar e, não pense você que o pecado ao qual estou me referindo é somente o sexual, mas há uma lista vasta para eles: idolatria, feitiçaria, inimizades, contendas, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias e etc. 
         A força do pecado é grande em nosso coração, quanto mais você pensa nele, mas ele os atrai. É quando nos enganamos dizendo que tais atos são toleráveis, ou relativizamos o que não pode ser relativizado. Se inicia um ciclo vicioso, e aí você vira escravo daquilo que você “dominava”.
        Jesus disse que: “Quem peca é escravo do pecado”. Existem desejos pecaminosos em nosso coração que ainda não foram extirpados. A tentação quando ganha força em nosso ser, é como um computador que trava e mesmo você dando o comando ele não obedece. É assim que o pecado age! Ele não respeita ninguém, não importa seu título na igreja, sua posição hierárquica na sociedade. O que ele quer é acabar com você, e te fazer um dependente dele, ou seja, um derrotado. Suas consequências são desastrosas! Seu final é a morte, destruição por meio de adultérios, divórcios, guerras, ganância, doenças, entre outras coisas. Ele é forte no coração do homem:

      -“De onde vêm as guerras e contendas que há entre vocês? Não vêm das paixões que guerreiam dentro de vocês?” Tg. 4:1(NVI)
     
     Primeiro vem à morte espiritual e depois o morte física, precocemente. O salário do pecado é a morte! Esta aí a recompensa do seu momentâneo prazer. Desgraças mais desgraças.
     Você que está neste lamaçal, passando por lutas terríveis, sem esperança e nem força para resistir às tentações, não desista de você! Deus nunca desiste da gente. Foi para isso que Cristo se fez maldito por nós. Sua morte vicária é ilimitada, seu perdão não tem fim. Você nunca poderá dizer que Deus desistiu de você. Esta é a magnitude da justificação pela fé. E o que é fé? Fé não é determinar o que você quer que aconteça! Nem tão pouco deixar de sentir medos e ansiedades! Mas a grandeza da justificação pela fé é confiar plenamente no caráter de Deus em toda e qualquer circunstância. É confiar que se ele diz: “Aqueles que o pai me enviar, de maneira alguma eu o lançarei fora”. Ele sustentará sua promessa por amor ao seu nome. É crer que “já passou (não tem como ficar passando da morte para a vida toda hora) da morte para a vida” mesmo quando houver falhas. Você acredita mesmo que, se amanhã você cair, está condenado? Arrependeu-se está salvo. Caiu condenado. Se arrependeu, salvo. Pergunto: Quem é o seu salvador? Ele é instável assim como é o seu coração? Que eu o saiba Ele não muda! Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje, e eternamente.
      Fé é lançar suas falhas com arrependimento em Cristo, olhando para a cruz, que é poder de Deus para os que estão salvos e, contrariando as vozes do diabo e a do coração, aceitar a graça de Deus com júbilo. A longanimidade de Deus nos conduz ao arrependimento. Porém, ninguém merece essa graça. Mas ela está disponível a todos aqueles que amarem de todo o coração ao Senhor Jesus Cristo. É por isso que Ele é chamado de Senhor e Salvador. O sangue ainda continua vertendo na cruz, o cordeiro é Santo e justo. O justo morreu pelos injustos. Esses que deixarem de lado sua própria justiça e aceitaram a justiça de Deus.
      Ele te ama! O justo pode cair sete vezes, mas Jesus estenderá sua mão oito vezes. Você tem força, o Espírito Santo é quem te força para dizer não ao pecado; nós somos herdeiros da natureza de Deus, por meio do Seu Espírito, e Nele não há mácula. Portanto, confia neste amor, ame ao seu Senhor, o adore, e lembra-se, Ele tem prazer em te perdoar. “É como se Ele com suas mãos as colocassem em seu rosto dizendo:Levante a cabeça”, olhe para frente, pois hoje eu te dou uma oportunidade para recomeçar”.
      Que Deus te dê o discernimento no espírito desta mensagem, para que você viva por meio da justificação que há em Cristo Jesus, onde nada poderá nos separar deste amor.

Deus abençõe!

Fabio Campos
Soli Deo Gloria!